FÉ CEGA E FÉ RACIOCINADA

FÉ CEGA E FÉ RACIOCINADA


1. O QUE É FÉ?

O vocábulo “fé” tem várias acepções. No sentido comum, significa a confiança do indivíduo em si mesmo, pois os que disso são dotados são capazes de realizações que pareceriam impossíveis àqueles que de si duvidam. Dá-se igualmente o nome de fé à crença nos dogmas dessa ou daquela religião, casos em que recebe adjetivação específica: fé cristã, fé judaica, fé católica etc.

2. QUE É FÉ CEGA?

A fé cega, como o próprio nome indica, tudo aceita sem verificação, tanto o verdadeiro quanto o falso, e pode, obviamente, a cada passo, chocar-se com a evidência e a razão. Levada ao excesso, produz o fanatismo. Assentada no erro, cedo ou tarde desmorona. Historicamente, as religiões sempre lutaram para impor a seus seguidores uma fé ingênua e ignorante baseada em dogmas que quase sempre se opunham às descobertas da ciência. A exemplo do grande físico, matemático e astrônomo Galileu Galilei, que foi obrigado a renegar os seus conhecimentos científicos diante dos tribunais para evitar a pena capital.

Ao longo dos séculos, esta mesma fé cega tem alimentado o fanatismo e a intolerância religiosa, levando os homens a cometer crimes brutais, tirando a vida de seus irmãos em nome de Deus.

O poder exercido pela religião ao longo de muitos séculos foi um entrave ao desenvolvimento da ciência e dos avanços tecnológicos. Não fosse a evolução científica diante de descobertas baseadas em análises racionais, possivelmente ainda viveríamos nas trevas da ignorância.

3. O QUE É FÉ RACIOCINADA?

A fé raciocinada é a que não rejeita a razão e prende-se à verdade, sem jamais compactuar com a mentira. “Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, face a face, em todas as épocas da Humanidade”. Nessa proposição, Allan Kardec nos remete a observar a característica especial e profundamente inovadora da fé espírita. O Espiritismo não acredita no conflito entre a fé e a ciência, ao contrário, alia-se a esta, proclamando uma fé raciocinada, baseada no estudo e na compreensão das ideias, de acordo com as descobertas científicas de sua época.

Diz o Evangelho segundo o Espiritismo: “A Ciência e a Religião são as duas alavancas da inteligência humana. Uma revela as leis do mundo material e a outra, as leis do mundo moral. Ambas as leis, tendo no entanto o mesmo princípio, que é Deus, não podem contradizer-se, visto que, se uma contrariar a outra, uma terá necessariamente razão enquanto a outra não a terá, já que Deus não destruiria sua própria obra. A falta de harmonia e coerência que se acreditou existir entre essas duas ordens de idéias baseia-se num erro de observação e nos princípios exclusivistas de uma e de outra parte. Daí resultou uma luta e uma colisão de idéias que deram origem à incredulidade e à intolerância.”

4. NÓS TEMOS FÉ OU INTERESSE?

Muitas pessoas dizem ter fé. Enquanto tudo está bem em sua vida dizem ser gratas por tudo que Deus e Jesus lhes proporcionam. Mas, basta um problema financeiro, desemprego, crise familiar, desencarnação de um ente querido para questionarem a Justiça e Bondade de Deus ou Jesus. Deixam até de frequentar a casa religiosa. Há quem procure a porta falsa de saída dos problemas que se chama suicídio. Há quem busque esquecer os problemas fazendo uso de bebidas alcoólicas e outras drogas (…) Por que isso acontece? Porque não tinham fé, mas interesse em Deus e em Jesus. Quem tem fé tem força, resignação, coragem para enfrentar qualquer problema que aparecer. Sabe que Deus e Jesus não nos abandonam e que nada é por acaso. Podemos ficar tristes, chateados, mas nunca desesperados ou desencantados achando que nada dará certo, que não somos merecedores daquele sofrimento ou que Deus e Jesus nos abandonaram. Embora seja um sentimento normal para quem mora num mundo de provas e expiações, é sempre bom analisarmos nossos sentimentos para que nos esforcemos para melhorá-los. Como disse Haroldo Dutra: “Fé não é acreditar. Porque se fosse acreditar, você não brigaria com Deus quando está sofrendo. Fé é confiar.” Então, nos perguntemos: Nós temos fé ou interesse?

Grupo de Estudos Espíritas Allan Kardec (Compilação de Rudymara) com adaptações

http://grupoallankardec.blogspot.com/2014/10/fe-cega-e-fe-raciocinada.html
http://grupoallankardec.blogspot.com/2015/10/nos-temos-fe-ou-interesse.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *