Sono e sonhos: entenda a diferença, segundo a Doutrina Espírita

Sono e sonhos: entenda a diferença, segundo a Doutrina Espírita

O sono, segundo o dicionário, é “estado normal de repouso, caracterizado pela supressão das percepções e motricidade voluntária, com diversos graus de profundidade”. E, de acordo com a Doutrina Espírita, “é um recurso para que o Espírito suporte o constrangimento reencarnatório”. Já no que diz respeito ao sonho, para o médico neurologista e psiquiatra, criador da psicanálise, Sigmund Freud, este é “a estrada real que conduz ao inconsciente”. Outro psiquiatra e psicanalista suı́ço, o fundador da escola analı́tica da psicologia, Carl Gustav Jung, acreditava que,“dentro de cada um de nós há um outro, que não conhecemos, e que fala conosco através dos sonhos”. Guerche da Silva Ribeiro, 61 anos, engenheiro eletricista e psicólogo – participante do movimento espírita desde 1994 e estudioso da ciência e filosofia espíritas, da mediunidade e atendimento fraterno – nos esclarece quais são os tipos de sonhos e suas finalidades. Trabalhador dos Centros Espíritas Seara Espírita Deus, Cristo e Caridade e Humberto de Campos, sempre participa de encontros e palestras no Centro Espírita Yvonne do A. Pereira. Confira a entrevista:

A VIDEIRA (AV) – ENQUANTO O CORPO DORME, QUE FAZ O ESPÍRITO?

GUERCHE DA SILVA (GS) – o sonho é o registro do Espírito durante o sono, pois quando afrouxam-se os laços que o prendem ao corpo, (…) ele se lança pelo espaço e entra em relação com outros Espíritos que lhe são afins, seja por crenças, valores, sentimentos, interesses quaisquer, nobres ou não. (Questão 401,OLE)

AV – O QUE É CORDÃO FLUÍDICO?

GS – O Espírito reencarnado se acha ligado fluidicamente ao corpo físico pelo perispírito e essa ligação se dá molécula a molécula. No sono/sonhos, o Espírito distancia-se com seu perispírito, porém sua ligação com o corpo não se desfaz senão na morte. O cordão que alguns médiuns videntes ou clarividentes percebem é uma expansão do perispírito que demonstra assim, sua natureza quântica.

AV – QUAIS OS TIPOS DE SONHOS QUE EXISTEM?

GS – FISIOLÓGICOS: induzidos por estímulos corporais (urinar, fazer sexo);

PSÍQUICOS: emersões de conteúdos do inconsciente coletivo;

EM DESDOBRAMENTO (VIAGEM ASTRAL): quando o Espírito se afasta do corpo adormecido e interage com o ambiente espiritual;

PREMONITÓRIOS: são outra prova de que o perispírito é um ente quântico, pois ilustra eventos em que o espaço/tempo são transcendidos;

MEDIÚNICOS: quando há relação direta e sensível com Espíritos desencarnados;

DE EXISTÊNCIAS PASSADAS:também denotam o caráter quântico do perispírito, pois trazem eventos de existências anteriores durante o sonho. Costumam acontecer quando o evento passado ilustra aspectos da problemática atual do espírito;

PESADELOS: podem ter gênese exclusivamente psíquica e serem produzidos pelo inconsciente; ou espiritual, quando também podem s e r v i s to s c omo de desdobramento.

AV –POR QUÊ ESQUECEMOS OS SONHOS?

GS- Esquecemos aqueles que pouco afetam nossas emoções e sentimentos. Os sonhos de desdobramento sofrem restrições de registro na memória cerebral, que está adormecida quando eles acontecem.

AV – OS SONHOS LEVAM A ALGUM APRENDIZADO ESPIRITUAL?

GS – Sendo simbólicos e subjetivos, vale sempre a cada um referenciar o sonho a si próprio e, sendo útil, dele retirar idéias/ensinamentos para o cotidiano.

REFERÊNCIAS: Livro dos Espíritos:Allan Kardec Sonhos: interpretação à luz da Psicologia e da Doutrina Espírita; Djalma Argolo Sonhos Mensagens da Alma; Adenauer Novaes Reetindo a Alma; Divaldo Franco/Joana de Ângelis; Núcleo de Estudos Psicológicos Junguianos Joana de Ângelis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *